domingo, 10 de dezembro de 2017

Seniores carimbam passagem na Taça AF BRAGA


Rui Gomes bisou na vitoria incontestavel do Ninense no terreno da Pica

Ninenses foram ao terreno da Pica vencer por esclarecedores quatro golos a um.

Dia de Taça em terras de Fafe, onde frente a frente defrontavam-se equipas com ambições diferentes na prova. 
Hugo Santos , tecnico ninense, pediu aos seus jogadores para resolverem a eliminatoria o mais rapidamente possivel, e a equipa correspondeu em campo, sentenciando a eliminatoria ainda na primeira parte com três golos sem resposta. 
O jogo disputou-se em sentido unico durante quase uma hora.  Logo aos oito minutos , Rui Gomes atira a contar, mas o guardião Jorge Monteiro defendeu com bravura. 
No entanto, face ao dominio visitante, o golo aconteceu naturalmente com Tiago Silva em passe sublime a isolar Rui Gomes, e o atacante com classe a inaugurar o marcador. O desenrolar da partida foi de infortunio para a equipa fafense, que se viu necessitada de queimar as três substituições ainda no primeiro tempo. 
Pelo meio , mais dois golos ninenses, com Junior , que alinhou a titular, a marcar o segundo , após assistencia magistral de Jonas.  Já perto do intervalo, Rui Gomes bisava na partida, aproveitando da melhor forma uma hesitação da equipa local. 
O inicio da segunda parte manteve a mesma toada de jogo, com o Ninense por cima do jogo e a Pica inofensiva para as redes de Marafona, que foi autentico espectador durante o tempo que esteve em campo. 
Tiago Silva marcaria o quarto golo ninense de grande penalidade por corte com a mão de Alirio na area proibitiva. 
A partir desse momento, o Ninense baixou linhas e deu oportunidade de entrar em jogo a alguns atletas menos utilizados , como Amorim , Andre e Tiago Oliveira. 
A Pica lá deu um ar da sua graça , e chegou mesmo ao golo através de uma boa desmarcação de Neto. 

Num jogo onde de facto os argumentos eram diferentes nos dois conjuntos, passou a melhor equipa com toda a justiça.
O trio de arbitragem esteve em bom plano , sem grandes casos complicados para ajuizar.

Ficha de jogo 
 
3ª Eliminatoria da Taça AF BRAGA 

Jogo no Campo da ACD Pica, Fafe.

Árbitro: Nuno Paiva
Assistentes: José Matos e Henrique Silva.

Pela Pica jogaram : Jorge Monteiro (Fernando 46), David, Sérgio, Óscar, Rui (Alírio 28), Nuno, Mota (Jonas 46), Chico, Neto, Rafinha e Morais.
Treinador: Paulinho.

Pelo Ninense jogaram : Marafona (Tiago 62), Novo (Amorim 56), Paulo Ricardo, Venu, Xavier, Jonas, Tiago Silva, Junior, Rui Gomes, Rochinha (André 60) e Pinheiro.
Treinador: Hugo Santos.

domingo, 3 de dezembro de 2017

Mais um empate fora de portas




Ninenses foram a Forjaes somar mais um ponto , fruto do empate final a um golo.

O Ninense somou o seu decimo jogo sem perder , sendo a unica equipa invicta em prova sem derrotas fora de portas. 
Num jogo marcado pela estreia de Hugo Pinheiro no onze inicial , a equipa visitante entrou a todo gás, numa primeira parte de luxo , onde apenas os golos faltaram. Rui Gomes, perto dos vinte minutos, cabeceou ao lado da baliza de Fabio Pereira, após assistencia açucarada de Jonas. Perto da meia hora, um homem do Forjães quase marca na propria baliza, com a bola caprichosamente a bater no travessão da baliza. 
Pouco depois, Socrates aparece isolado na cara de Fabio Pereira, mas o lance é sancionado com fora-de-jogo. 
Na segunda parte o Forjães tentou contrariar o maior ascendente ninense, mas o tecnico Miguel Magalhães viu-se forçado desde muito cedo a substituir Fabio por Simão nas redes da equipa da costa. 
Perto dos vinte minutos, Diogo Lopes proporciona a Marafona uma grande defesa. 
No lance seguinte, rapido contra-golpe dos famalicenses, mas Socrates falha de forma pouco habitual um golo sem ninguém na baliza dos locais. 
Minutos depois, o Forjães inaugura o marcador , com Reguila a sair em posição legal e a bater Marafona. 
Hugo Santos não esperou e mandou subir as linhas , na procura de um resultado diferente. O Forjães teria um punhado de oportunidades para selar a vitoria, mas encontraria pela frente um Marafona inspirado que negou outras tantas vezes o golo , com defesas de qualidade. 
Já perto do final , e já com a equipa famalicense novamente em cima do adversario, o Ninense chegaria ao empate através de Tiago Silva, num remate certeiro á baliza de Simão, no minimo, trazendo alguma justiça ao que tinham sido os 90 minutos de jogo. 
Nota positiva teve também o trio de arbitragem na partida. Num jogo com poucos cartões amarelos , mas nem sempre facil de dirigir , Hugo Fernandes e seus pares estiveram sempre em cima dos lances , não se deixando atemorizar pelo ambiente hostil que vinham das bancadas nem influenciar pelas incidências que rodearam a partida. 
O caminho faz-se caminhando, e esta equipa ninense promete ainda mais luta para o resto do campeonato. 
Marafona foi novamente determinante no onze ninense

Ficha de jogo 

Estadio Horacio Queirós 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 
Jornada 15

Forjaes SC 1 - AD Ninense 1 

Arbitro : Hugo Fernandes auxiliado por Claudia Ribeiro e Pedro Bessa 

Pelo Forjães jogaram: Fabio (Simão 49 m), Ribeiro, Tiago Fernandes, Oscar, Tiago Lopes, Peão, Reguila (Carlinhos 86 m), Nuno, Luis Salgueiro, Bruno Lopes (Joao Vitor 66 m) e Carlos Gonzalez. 
Treinador: Miguel Magalhães 

Pelo Ninense jogaram: Marafona , Novo, Paulo Ricardo, Hugo Pinheiro, Rochinha, Xavier, Jonas, Venú, Ventura (Tiago Silva 65 m) , Rui Gomes (Junior 88 m) e Socrates .
Treinador : Hugo Santos 

Marcador: Reguila (1-0 aos 70 m), Tiago Silva (1-1 aos 85 m). 

Disciplina: Amarelos : Rochinha (54 m), Tiago Fernandes (63 m), Reguila (70 m), Marafona (70 m), Novo (82 m), Peão (90 m).


domingo, 26 de novembro de 2017

Nova vitoria do Ninense no campeonato

Muita luta no meio campo , num jogo onde o Ninense foi mais feliz
 
Diz a sabedoria popular que por vezes a sorte dá muito trabalho. Este podia ser bem o resumo do jogo desta tarde, onde o Ninense recebeu e bateu o conjunto do Marinhas por duas bolas a uma, com o golo da vitoria a aparecer nos instantes finais, num jogo com escassas oportunidades de golo , mas mesmo assim emotivo e com a incerteza do resultado até ao apito final. 
O desafio começou praticamente com o golo dos homens da casa. Logo ao minuto dois, canto batido por Martins , e Paulo Ricardo aparece no segundo poste colocando o esférico nas redes visitantes.  
O jogo parecia controlado pelos comandados de Hugo Santos, mas o Marinhas acabaria por chegar ao empate um pouco contra a corrente do jogo, com Diogo Novo a perder uma bola em zona proibida , e Miguel Monteiro a aparecer isolado perante o guardião Marafona. 
Paulo Ricardo abriu a contagem logo no segundo minuto do desafio
A segunda parte começou de forma equilibrada, com muita luta no meio campo, e aos poucos o Marinhas foi se acercando das redes ninenses. Socrates , que começou a partida no banco, entrou ao intervalo e juntamente com Rui Gomes, assumiam as despesas na frente de ataque. 
Perto da meia hora , o momento do jogo que podia ter pendido o resultado final. Diogo Novo comete grande penalidade ao tentar cortar uma bola, mas na marcação da grande penalidade, Marafona voa para o esferico, e segura o empate com segurança. 
O lance deu animo para os locais , que se lançaram desenfreadamente na frente de ataque. Hugo Santos lança a ultima cartada já perto do final , rendendo o incansavel Rui Gomes por Diogo Junior, e já perto do minuto 90, após uma bola bombeada para a area visitante, o suspeito do costume - Socrates -, ganha a bola no ar e num remate a meia volta de primeira , faz beijar a bola nas redes de Pinha, guardião do Marinhas.
Os golos deram um ar colorido ao desafio, e embora tenham sido marcados um pouco contra a corrente do jogo, pode-se dizer mesmo que o Ninense foi feliz em quase todos os momentos de jogo - seja ao defender a grande penalidade, seja a marcar já no minuto 90. Mas como diz o ditado , por vezes ter sorte dá muito trabalho. 
Marafona foi fundamental na partida ao defender uma grande penalidade
Palavra também de apreço para este conjunto do Marinhas, estranhamente nesta situação na tabela classificativa. Uma equipa com alma e coração, que não desiste da luta , e cujos escassos pontos amealhados não reflectem certamente o seu valor real.
O trio de arbitragem liderado por Gaspar Castro teve uma exibição exemplar. Não se atemorizou com o desenrolar do jogo, decidiu assertivamente no momentos chave do desafio,  e acima de tudo tentou sempre deixar jogar sem prejudicar o espetaculo. 
Com esta vitoria, num cumulativo de nove encontros sem perder, o Ninense subiu ao oitavo posto da tabela. 

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo de Nine 

AD NINENSE 2 - FC MARINHAS 1 

Arbitro : Gaspar Castro auxiliado por Tiago Mendes e Vitor Dias 

Pelo Ninense jogaram : Marafona, Martins, Paulo Ricardo , Rochinha, Diogo Novo, Xavier, Ventura (Nuno Afonso 65 m), Venú, Tiago Silva, Jonas (Socrates 45 m), Rui Gomes (Diogo Junior 80 m).
Treinador : Hugo Santos 

Pelo Marinhas jogaram: Pinha, Mix, Bruno, João (Mauricio 71 m), Rodrigo (Luca 76 m), Miguel Monteiro, Abilio, Jeronimo, Nandinho, Rui Azevedo (Gramoso 85 m) e Mouquinho.
Treinador : Rui Vasquinho 

Marcador: Paulo Ricardo ( 1-0  aos 2 m), Miguel Monteiro (1-1 aos 35 m) e Socrates (2-1 aos 89 m).

Disciplina : Amarelos : Jonas (35 m), Mix (59 m), Rodrigo (65 m), Nandinho (83 m), Jeronimo (85 m), Marafona (90 + 2 m). 


quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Maicon está de saída do Ninense





A direção da Associação Desportiva Ninense informa que o atleta Maicon , alegando motivos profissionais, deixou esta semana de pertencer ao plantel senior da equipa.
Contratado no inicio da época após uma boa época ao serviço do CD Lousado, o atleta somava nesta fase dois golos ao serviço do clube famalicense.
A direção agradece o empenho e dedicação do atleta ao clube, desejando-lhe as melhores felicidades no seu novo percurso.

domingo, 19 de novembro de 2017

Tradição manteve-se em Santa Eulalia e deu empate


Onze inicial do Ninense em Santa Eulalia


Ninenses empataram jogo em Santa Eulalia com golo de Diogo Novo

O Ninense foi este domingo empatar no terreno do Santa Eulalia de Vizela, num jogo com poucas oportunidades de golo mas com o resultado final a assinalar um empate a duas bolas .
Começaram melhor os homens da casa, e logo aos quatro minutos , Bruno Guimarães inaugura o marcador , após assistência de Marquinho.
O mesmo jogador quase dilatava o marcador pouco depois, mas não aproveitou um rápido contra-ataque da sua equipa, rematando ao lado.
Aos poucos , o Ninense foi acordando para o jogo, e tomou conta das operações . Perto da meia hora, Paulo Ricardo quase empatava a partida, mas o guardião Faria defende para canto. Já perto do intervalo, Faria segura novamente a vantagem com nova defesa, após cabeceamento com selo de golo de Socrates.
O intervalo fez bem aos comandados de Hugo Santos, e logo aos quatro minutos empata a partida, com Venú ao segundo poste a fuzilar as redes de Faria.
Venú fez o golo do empate
A partida conheceu então um período de equilíbrio , com ambas as equipas á procura do golo da vitoria. Perto da meia hora de jogo, Guimarães adianta novamente no marcador a equipa da casa, ao aparecer isolado perante Marafona. 
Hugo Santos lança a cartada final , rendendo Ventura por Junior.  Com o jogo partido, entre o Ninense a lançar bolas para a frente de ataque e o Santa Eulalia a dispor de um par de oportunidades soberanas para matar o jogo,  a partida rapidamente chegou ao período de compensação. Os quatro minutos de descontos foram fatais para os homens da casa, que queimaram duas substituições no período complementar, mas viram o Ninense chegar ao empate mesmo ao cair do pano, com Diogo Novo a fazer as hostes de ponta-de-lança e  a aproveitar uma assistência de Junior.
Central Diogo Novo apontou quarto golo da epoca
O minuto final foi tudo menos futebol, com a equipa da casa, frustrada pelo empate, a contestar o trabalho do trio de arbitragem . Com garrafas de agua a voar do banco e algumas palavras duras, Magalhães, que havia sido substituído momentos antes , recebeu ordem de expulsão.  Em abono da verdade, a equipa de Vizela pode queixar-se de si própria, de inoperância em não aproveitar os lances que dispôs para “matar” o jogo ou simplesmente queixar-se de falta de sorte.
No entanto, nada lhes dá o direito para reagir da forma como o fez.
Embora contestado, o trio de arbitragem teve critério equilibrado e assertivo,  ajuizando bem os lances capitais e não teve qualquer influencia no resultado final. 

Se o empate ao cair do pano foi um mal menor para o conjunto de Nine, e lhe permitiu manter a invencibilidade fora de portas esta temporada, também é verdade que este não foi das melhores exibições da equipa famalicense, gorando excelente oportunidade para se chegar ao pelotão da frente.  Esperemos por uma resposta dos atletas á altura no próximo jogo , desta feita em Nine, após três jogos disputados fora de portas. 

Ficha do Jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA  14ª jornada 

CCD Santa Eulalia 2 - AD Ninense 2 

Arbitro : Joel Dias, auxiliado por Jose Novais e Pedro Neves 

Pelo Santa Eulalia jogaram: Faria, Diogo Pinto, Campos, Cerqueira, Armando, Vilela, André Cunha, Jorginho (Rochinha 73 m), Magalhães (Vitolo 90+ 1 m), Marquinho (Paulinho 90 + 2 m), Guimarães. 
Treinador : Nelson Silva 

Pelo Ninense jogaram: Marafona , Novo, Martins, Paulo Ricardo, Rochinha, Ventura (Junior 80 m) , Jonas (Xavier 45 m), Venú, Tiago Silva (Nuno Afonso 66 m), Rui Gomes e Socrates. 
Treinador : Hugo Santos 

Marcador: Guimaraes (1-0 aos 4 m), Venú (1-1 aos 49 m), Guimarães (2-1 aos 74 m), Diogo Novo ( 90+ 3 m). 

Disciplina: Amarelos : Rochinha (36 m), Faria (41 m), Campos (62 m), Ventura (62 m), Vilela (86 m), Guimarães (86 m). 
Vermelho direto: Magalhães (90 + 4 m).


domingo, 12 de novembro de 2017

E vão oito jogos sem perder

 
Ventura em duelo aceso com Moreira



Ninenses foram a Padim da Graça vencer por duas bolas a zero, num encontro que marcou a estreia de Marafona nas redes ninenses.

Dois golos , um a terminar cada parte, foram suficientes para o Ninense somar mais um precioso triunfo fora de portas, desta feita no terreno do Aguias da Graça. 
O jogo começou com a equipa da casa a tentar mandar na partida , municiando a frente de ataque com futebol direto. Aos vinte minutos, acontece mesmo a primeira oportunidade de golo, mas Marafona corresponde com boa defesa ao remate de Joao Paulo. 
Aos poucos, os comandados de Hugo Santos foram tomando conta das despesas de jogo e perto da meia hora , na sequencia de um canto, Socrates desvia para o segundo poste, com Rui Gomes a falhar o desvio para a baliza por centimetros. 
Já perto do intervalo, novo canto pela esquerda, e desta vez aparece Diogo Novo que com uma cabeçada fulgurante, bate Nuno na baliza dos locais.
Diogo Novo ganhou duelo nos ares com Jardel e inaugurou marcador
O regresso do balneario fez bem aos da casa, que vieram mais atrevidos, tentando dar novo rumo ao marcador. No entanto, esta equipa do Ninense está cada vez mais madura, e aos poucos foi controlando o ritmo da partida, somando ao mesmo tempo  inumeras oportunidades para selar a vitoria. Pelo meio, Marafona ia somando um punhado de grandes defesas , como um remate de Moreira que causou calafrios na defensiva famalicense. 
Hugo Santos promoveu as entradas de Junior e Xavi, com este ultimo a falhar ocasião soberana numa bola perdida na defensiva bracarense. 
Já perto do minuto 90, e com a equipa da casa a jogar deliberadamente ao ataque, o contra-golpe ninense não poderia ser mais letal.  Diogo Junior recupera uma bola a meia campo, e com um toque subtil isola Socrates que na cara de Nuno bate o guardião da casa , fechando o marcador em dois golos sem resposta. 
O trio de arbitragem liderado pelo juiz Sergio Ferraz teve nota positiva. Deixou jogar, com criterio largo mas assertivo , num jogo onde o fair-play acabou por imperar dentro das quatro linhas. 
Marafona estreou-se nas redes ninenses com boa exibição

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Campo de jogos de Padim da Graça 

AD Aguias da Graça 0 - AD Ninense  2 

Arbitro: Sergio Ferraz auxiliado por Andre Duarte e Daniel Vale 

Pelo Aguias jogaram: Nuno, Graça, Pedro, Leandro, Rogerio (Mota 79 m), Frances, Alberto, Jardel, Joao Paulo, Moreira e Flavio (Angelo 70 m). 
Tecnico : Lininho 

Pelo Ninense jogaram: Marafona, Martins, Diogo Novo, Paulo Ricardo, Rochinha, Ventura, Venú (Diogo Junior 82 m), Jonas, Tiago Silva (Nuno Afonso 79 m), Rui Gomes(Xavi 72 m) e Socrates. 
Tecnico: Hugo Santos 

Marcador: Diogo Novo (44 m), e Socrates (89 m) . 

Disciplina: Amarelos : Paulo Ricardo (17 m), Jardel (26 m), Rochinha (52 m), Rui Gomes (56 m), Flavio ( 66 m), Frances (90 + 4 m).