sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

AD Ninense de Luto

ANTONIO CERQUEIRA  1974-2011

A Associação Desportiva Ninense lamenta comunicar a todos os seus socios e amigos o falecimento do seu estimado Diretor Antonio Cerqueira.
O corpo estará presente em camara ardente este Sabado a partir das 12:30 , sendo o funeral marcado para as 15:00 no cemiterio Paroquial de Nine.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Mensagem do Treinador Salgueiro

Depois de 18 semanas de trabalho,com 57 treinos, 17 jogos realizados o saldo para já é positivo, com 12 vitórias 3 empates 2 derrotas, 33 golos marcados, 14 sofridos. Estes resultados, vêm de encontro aquilo que no inicio de época , a direção do clube e nós planeamos para esta época desportiva, com muitas dificuldades no caminho, lá vamos construindo o nosso futuro.Tudo isto tem sido possivel, com o bom desempenho de todos, Direção, Equipa Tecnica, Diretor Desportivo, Fisioterapeuta, Técnico de equipamentos, Jogadores e Massa Associativa, estamos todos de parabéns neste fim de Ano pelo trabalho desenvolvido .Espero sinceramente que no novo ano possamos continuar com a mesma força e união, porque ainda temos que enfrentar grandes desafios para alcançarmos os nossos objetivos. Fazer do Ninense um clube ainda maior é o nosso desejo. Um bom Natal para todos os Ninenses ,e que o novo ano nos traga vontade de continuarmos com o nosso trabalho para todos conseguirmos os nossos objetivos.

Um abraço para todos
João Salgueiro.

Feliz Natal a todos

domingo, 18 de dezembro de 2011

Ninense empata em Vila Chã

Onze inedito do Ninense arrancou empate em Vila Chã

Os Seniores do Ninense empataram esta tarde a uma bola no terreno do Vila Chã.  Ninenses estiveram a vencer até aos descontos finais , onde o Vila Chã marcou.

Tarde ensolarada mas  fria em Vila Chã , Esposende. O Ninense partia para esta partida com um verdadeiro batalhão de indisponiveis, o que levou Salgueiro a promover uma mini-revolução no onze inicial. Começou melhor o Ninense aos dez minutos com uma grande oportunidade de Cesario que cabeceou ao lado , quando muitos gritavam golo. O Ninense jogava bem e contornava a reforçada defensiva do Vila Chã, que optou por dar centimetros á equipa ao alinhar de inicio com Ferreira, relegando o habitual Campelo para o banco.
O Ninense optava e bem por jogar a  bola no chão, com passes a rasgar a defensiva dos locais. Á passagem da meia hora , Bruninho é carregado á entrada da area. Chamado a converter o livre, face á ausencia de Helder Guimarães , Luis Salgueiro bate o livre superiormente, deixando pregado ao chão o guarda-redes local. Estava feito o um a zero.
Luis Salgueiro deixou guarda-redes pregado ao chão na marcação do livre direto

 Bruninho ainda teria nos pés o segundo da tarde, mas o remate final não saiu. A equipa da casa, por seu turno, não criou grande perigo ás redes de João.
A segunda parte trouxe mais do mesmo, com o Ninense a procurar gerir a ténue vantagem que trazia do primeiro tempo, e dispôs de duas grandes oportunidades, primeiro a remate de Ze Luis, que embateu na defensiva da equipa local. Pouco depois, o caso do jogo. Salgueiro bate novamente um livre direto, o guarda-redes defende dentro da baliza, mas o arbitro, que até estava bem colocado , não valida o golo.

Arbitro bem colocado, não "viu" guarda-redes defender dentro da baliza neste lance

 A equipa de arbitragem , de resto , estaria em destaque pela negativa na parte final da partida, com uma dualidade de criterios acima do admissivel. O jogo entrava em periodos de desconto, e o Vila Chã chega ao empate, com João a não conseguir segurar a bola, que sobrou para Campelo rematar facil para a baliza deserta.
Ainda nos momentos finais, decisão contestada ao trio de arbitragem que marca pontapé de baliza , quando o defesa do Vila Chã , completamente sozinho chutara a bola para canto.

João , aqui em grande defesa, não conseguiu segurar a vantagem dos vistantes

A vitoria, que seria mais que justa,  esteve ali bem perto, mas o empate face á surpreendente derrota caseira do Celeirós frente ao Sequeirense, aumentou a vantagem do Ninense face ao terceiro classificado.
Mas sobretudo há que enaltecer o espirito de sofrimento e entreajuda deste grupo de amigos, que mesmo face ás adversidades conhecidas para este jogo, foram autenticos guerreiros, lutando até á exaustão.
O campeonato pára agora por três semanas. É tempo de limpar as armas e recuperar energias para futuras batalhas. Somos campeões de Inverno.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Proximos Jogos da A.D.NINENSE

Sabado 9:00  Benjamins A  vs Famalicão
            15:30   Velhas Guardas Ceramistas

Domingo 9:00 Benjamins B vs Ribeirão
               9:30  Braga vs Infantis
              15:00   Vila Chã vs Seniores

Foto de familia

O "Fotografo" estava um pouco trémulo...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Juniores, Juvenis e Iniciados só regressam em 2012

Juniores do Ninense só em 2012


A Direção da AF BRAGA comunicou hoje que a jornada que estava agendada para os Juniores, Juvenis e Iniciados para o proximo fim-de-semana dias 17/18 Dezembro irá ser adiada para o fim de semana de 22 de Janeiro, devido á ausencia generalizada dos arbitros, que irão realizar a festa precisamente no dia 17.
Atenção que esta alteração não tem efeito sobre o Futebol 7, estando na mesma agendados os jogos dos Benjamins e Infantis.
Assim sendo, Juniores , Juvenis e Iniciados apenas regressam em 2012, dia 8 de Janeiro. No caso dos Juniores , essa data deverá ser bem mais longa, já que coincide com as folgas em virtude das desistencias de Vila Chã e Cabanelas.
Confira o comunicado completo da AF BRAGA.

" Comunica-se a todos os Clubes Filiados, Comunicação Social e demais interessados que a Direcção da A.F. Braga decidiu, nesta data, que os Jogos de Futebol de 11, dos campeonatos Distritais de Juniores, Juvenis e Iniciados que estavam marcados para os dias 17 e 18 do corrente mês de Dezembro, através do nosso Comunicado Oficial n.º 139 de 7 do corrente, foram alterados para o fim-de-semana de 21 e 22 de Janeiro de 2012.
Esta alteração deve-se a um pedido da Associação de Árbitros de Futebol de Braga e do próprio
Conselho de Arbitragem desta Associação, porque no dia 17 do corrente mês de Dezembro a partir das 15,00 horas se realizar a Festa de Natal dos Árbitros desta AF Braga, o que impossibilitaria a presença de grande parte dos Árbitros, em virtude do número de jogos marcados para esse dia."

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Resultados das Camadas jovens

Sortes diferentes tiveram as camadas jovens este fim-de-semana. Os Juniores não jogaram, mas estão agora isolados no comando da Serie A da 1ª Divisão, mercê da derrota caseira do Pousa frente ao Fão.
Os Benjamins empataram em Joane a duas bolas, enquanto a equipa dos Traquinas foi goleada em Guimarães. O destaque da jornada vai para os Infantis de Tiago Sky que bateram o Famalicão por 5 a 4.
Didas (3) , Felix e Mineiro marcaram pelo Ninensee.

Confira os resultados completos :
Arnoso 1-0 Juvenis
Iniciados 1-6 Vilaverdense
Infantis 5-4 Famalicão
Vitoria 31-0 Benjamins
Joane 2-2 Benjamins

domingo, 11 de dezembro de 2011

Serviços minimos para nova vitoria ninense

Apesar da tarde tranquila, João foi o primeiro ninense em destaque
       Após dois jogos fora de portas, os seniores do Ninense voltaram ás vitorias caseiras esta tarde, após o triunfo por duas bolas a uma frente ao Antas de Esposende.
O jogo começou praticamente com uma grande oportunidade para os visitantes, que isolado , permitiu uma grande defesa ao guarda-redes João. Foi, no entanto, um lance isolado, já que pouco depois, o Ninense pegaria nas redeas do jogo, dominando praticamente o resto da partida.
Ao quarto de hora, Bruno Silva é carregado dentro da área pelo guarda-redes Tiago , mas o mesmo Bruno Silva falhou a conversão do castigo maximo. Á passagem da meia hora, primeira contrariedade para os da casa, com Helder Guimarães a sair lesionado. Salgueiro teve de mexer , e fez entrar Sandro, fixando Pedro a central.  O Ninense carregava, frente a um Antas subido no terreno, que defendia em bloco alto, e que fazia do fora-de-jogo o seu antidoto para anular as investidas dos locais. Os dianteiros do Ninense aperceberam-se mesmo disso, e procuravam as linhas, com rapidas desmarcações de Bruno Santos e Zé Luis. Num desses lances, Pedro escapa-se pela direita e cruza para Bruno Silva, que foge bem ao fora-de-jogo. Apercebendo-se do adiantamento do keeper visitante, faz um magnifico chapéu , sem qualquer hipotese para Tiago Jaques, num dos melhores tentos da época.

12º golo da temporada para o goleador Bruno Silva
       O Antas, por seu turno, lançava ataques esporadicamente, com bolas longas e com um meio campo musculado por Paulo Gomes e Avec, mas a defensiva dos da casa chegava para as encomendas com Couto e Pedro a terem papel importante na vantagem com que se chegou ao intervalo.
       A perder, o Antas fez dupla alteração ao intervalo, o que tornou a equipa mais vulneravel , para as rapidas investidas de Zé Luis e Bruno Silva. No entanto, algum desacerto do ultimo passe , lançava a incerteza no marcador, já que o Antas a perder pela margem minima, não virava a cara á luta. Zé Luis, aos 66 minutos e aos 70 minutos perdia dois lances com apenas o guarda-redes pela frente. No entanto, o experiente avançado teria o seu momento mais alto da partida ao aumentar a vantagem para os comandados de João Salgueiro, quando numa bola metida nas costas da defesa, rematou fora do alcance do guarda-redes visitante.


Apesar das várias perdidas, Zé Luis marcou e foi fundamental na vitória desta tarde
O Ninense jogava bem, mas as perdidas eram muitas e então veio a velha maxima do futebol, já que quem não marca arrisca-se a sofrer. Num lançamento longo, aparentemente inofensivo , o avançado do Antas recupera a bola e remata sem hipoteses para o guarda-redes João. O Antas agigantou-se, muito por culpa propria da ineficacia dos da casa, que perante uma mão cheia de oportunidades não conseguiu materializar aquilo que poderia ter sido goleada e que acabou com uma vitoria pela margem minima. Bruno Silva ainda tentou fazer o golo da tranquilidade, numa jogada que deixou para trás dois adversarios e sentou o guarda-redes Tiago, mas o remate final saiu ao lado.
Vitoria justa , por numeros escassos, mas perante um adversario meritório, que nunca desistiu de lutar pelo resultado usando as armas que dispunha.
Fica , no entanto , o alerta para as batalhas que se acercam , com a certeza de que esta equipa está motivada e que mesmo as recentes adversidades no plantel em lesões não impedirão seguramente o objectivo que todo este grupo, sem excepção, traçou no inicio do campeonato.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Proximos Jogos da A.D.NINENSE

Seniores recebem formação do Antas este Domingo

SABADO:

11:30 VITORIA GUIMARAES VS BENJAMINS
10:00 INFANTIS vs FAMALICÃO
15:00 ARNOSO VS JUVENIS

DOMINGO :

11:00 JOANE vs BENJAMINS
10:00 INICIADOS vs VILAVERDENSE
15:00 SENIORES vs ANTAS

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Resultados das Camadas jovens

Benjamins 1-6 Merelinense
Gil Viciente 6-2 Infantis
Benjamins 3-4 Francisco Vital
Oleiros 6-2 Iniciados
Juvenis 2-3 Nogueirense
Juniores 2-0 Andorinhas

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Juniores ascendem ao primeiro lugar

Tiago André começa a ser um caso serio no campeonato junio
Os Juniores do Ninense ascenderam isolados ao primeiro lugar da tabela classificativa ao vencerem este Domingo de manhã o conjunto do Andorinhas por 2 golos a zero.
A partida terminou quase uma hora após o horario previsto. Logo aos cinco minutos , um jogador do Andorinhas embateu violentamente no muro e teve de ser assistido pelo INEM , já que o jogador ficou muito maltratado com o choque. Ninguém ficou indiferente ao sucedido, mas a partida , segundo os regulamentos, tinha de prosseguir, e foi o que aconteceu passados trinta minutos de interrupção.
A primeira meia hora de jogo teve algum dominio dos forasteiros e não fosse Minis a defender com pés  para fora um lance perigoso, e os visitantes podiam mesmo ter inaugurado o marcador.
Á passagem da meia hora, Tiago André dá o primeiro sinal de perigo e remata por cima um centro em esforço de Rafa. Era o melhor periodo do Ninense , com Jorginho e Helder Amorim a massacrar o corredor esquerdo dos vistantes, com rapidas movimentações pela area. Curiosamente, o lance do primeiro golo acontece no lado oposto, com Xerife a escapar pela linha lateral e a centrar para o suspeito do costume , Tiago André fazer o primeiro golo da manhã. E assim se chegou ao intervalo.
Na segunda parte , reação natural dos visitantes , mas o Ninense mataria o jogo através da marcação de uma grande penalidade , marcada por Xerife.
A marcação da grande penalidade foi justamente mandada repetir, já que o guarda-redes saira dos postes muito antes do primeiro remate de Xerife.
Tiago Xerife bateu o golo da tranquilidade 

Tomados por algum nervosismo, fruto também do que se passara com o colega, o clima começou a ficar quente , com muita contestação ao arbitro da equipa por parte dos visitantes.
A partida terminaria com desacatos , aos quais não assisti, mas o nervosismo nem sempre justifica a má educação e o mau perder.
Fica para a história uma vitória justa dos miudos de Marco Licinio, e os votos de recuperação para o miudo que á data de ontem se encontrava internado no hospital , e de quem não possuo mais informações.

Para a historia fica esta vitoria , que fruto da derrota do Pousa no Louro , atirou o Ninense para a liderança , ainda que com mais um jogo que o Pousa.
Na próxima semana, a equipa folga, já que o Vila Chã desistiu da prova, sendo que o proximo jogo é no Sabado dia 17 , frente ao Bastuço S.João. 

domingo, 4 de dezembro de 2011

Sofrer, acreditar, ganhar

David e seus pares estiveram irrepensiveis durante o jogo

Os seniores do Ninense voltaram ás vitorias esta tarde, após vitória por uma bola a zero no terreno do Pousa. E esta terá sido sem margem para duvidas, uma das mais importantes da temporada.Após a eliminação na Taça AF BRAGA, era importante para o grupo procurar a vitoria que tinha escapado nas ultimas três partidas e este adversário Pousa não era, porventura, o adversário ideal, já que confirmou dentro das quatro linhas o porquê da posição na tabela classificativa.João Salgueiro tinha avisado a equipa na véspera para o futebol “kick and rush” do Pousa , que aliava algum poderio físico á velocidade do tridente atacante .
Começaram melhor os da casa, com rápidas incursões, especialmente de Gil , um dos melhores valores dos da casa.  Mas a defesa ninense, em especial o “lateral” Pedro e o seu congénere David, que regressou após castigo, estavam nos seus dias e diga-se tiveram papel fundamental no nulo com que se chegou ao intervalo, com um primeiro tempo a pender para os locais em oportunidades.
O terreno estava pesado, e o Pousa assentava o seu jogo em atacar rapidamente a bola, aliado ao poderio físico, por vezes rodando alguma dureza no seu meio campo defensivo, o que permitiu aos ninenses terem pouca bola no primeiro tempo.
Os comandados de João Salgueiro perceberam isso mesmo e o segundo tempo foi bem mais equilibrado, com oportunidades para ambos os lados.
No entanto, perto dos 65 minutos, João Salgueiro dá a cartada certa e mete Bruno Santos no lugar do esforçado Salgueiro, em claro sinal de que pretendia vencer a partida.
Já perto do final da partida, numa das poucas incursões que David conseguiu fazer , centra com precisão para o implacável Bruno Silva que cabeceia para o golo solitário .

                               
A estrelinha da sorte que fugira nos últimos jogos do Ninense tratou de aparecer, é certo, mas a verdade é que os visitantes também procuraram essa sorte, especialmente na ultima meia hora. Ao cair do pano o resultado podia ter sido mesmo ampliado , mas Bruno Santos rematou ao lado da baliza deserta , quando o guarda-redes tinha saído em ajuda no tudo-por-tudo dos locais.
Vitoria suada do colectivo , fruto do querer, do saber aceitar o sofrimento como parte do jogo e acreditar até ao fim , frente a uma equipa com bons valores que certamente fará estragos em muitos dos jogos que lhe restam no campeonato.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Ninense fora da Taça em Seniores


In: Correio do Minho

Foram precisos 120 minutos de jogo e oito grandes penalidades para o Ruivanense confirmar a passagem à terceira eliminatória da Taça Associação de Futebol de Braga. Depois de um frenético jogo na primeira ‘mão’ [3-3], o segundo duelo não trouxe tanto espectáculo, mas confirmou um Ninense da I divisão de grande nível, que em nada ficou aquém do adversário da Divisão de Honra. Pelo contrário. A equipa de João Salgueiro dominou todo o jogo, marcou cedo, poderia mesmo ter goleado, mas a falta de eficácia, seis claras oportunidades de golo desperdiçadas e um lance de Ricardo, em cima dos 90 a empatar o jogo, alteraram o rumo da história. Que terminou apenas na lotaria dos penáltis, com o lateral Ricardo a marcar a grande penalidade decisiva, após falhanço de Hélder, capitão do Ninense.
O jogo começou, praticamente com o golo madrugador de Pedro ( foto), aos sete minutos, após canto de Bruno Santos, a abrir o marcador a favor do Ninense. A equipa famalicense entrou melhou, mais personalizada, perante uma equipa da casa sem alma e argumentos para levar perigo à baliza de João.
O desperdício ninense começou aos 40 minutos, quando Bruninho se isolou e tinha tudo para ampliar, mas demorou na decisão e viu Ricardo cortar para canto um remate com selo de golo. Pouco depois, foi a vez de Nuno atirar por cima de baliza aberta, na sequência de um pontapé de canto de Salgueiro. Do lado do Ruivanense - cujo treinador deixou de fora alguns dos habituais titulares para rodar a equipa - apenas um remate digno de registo durante toda a primeira parte. No reatamento, Tiago Cunha fez entrar Vítor Hugo para dar mais profundidade ao ataque e Tica, que passou para central, e viu a equipa ganhar mais dinâmica, apesar de ter sido, novamente, o Ninense a assumir o jogo. Nuno, de cabeça, atirou à barra e Bruno Silva rematou a rasar a baliza, até que uma falta de Couto sobre Trinca oferece penálti claro à equipa da casa. Chamado a marcar, Stephane permitiu a defesa de João. A pressão ninense voltou em força, com Bruno Silva a cabecear milímetros ao lado e Zé Luís também a desperdiçar o golo com a baliza deserta.
Como em futebol, quem não marca, sofre, o Ninense viu Ricardo fintar dois defesas - num lance que parece ter partido em fora-de-jogo - e atirar certeiro para o empate, obrigando o jogo a prolongamento.
No tempo extra, ambas as equipas procuraram o golo, mas nem Bruno Silva, nem Vítor Hugo e Stephane acertaram no alvo. Nas grandes penalidades, após falha de Hélder, o remate de Ricardo ofereceu os festejos.

“Ficámos a dever a nós mesmos não ter passado a eliminatória, porque jogar como jogámos na casa de uma equipa da Divisão de Honra. Muito mais equipa, muito mais oportunidades, tivemos mais tudo, só que a ineficácia e a estrelinha da sorte não quis nada connosco, porque tivemos no mínimo seis oportunidades para dilatar e não conseguimos. É de uma tremenda injustiça esta não passagem. O nosso objectivo é o campeonato”.

João Salgueiro , treinador do Ninense

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Proximos Jogos da A.D.NINENSE


QUINTA FEIRA:

9:30 OPERARIO vs BENJAMINS
9:30 Torneio PRÉS no Complexo Desportivo
14:30 MARIA FONTE vs JUNIORES   TAÇA AF BRAGA  ( Campo do Pedralva)
14:30 RUIVANENSE vs SENIORES    TAÇA AF BRAGA

SABADO:
09:30 BENJAMINS vs F.VITAL
10:15 GIL VICENTE vs INFANTIS (vilar monte)
11:00 BENJAMINS vs MERELINENSE
15:00 JUVENIS vs NOGUEIRENSE

DOMINGO :
10:00 JUNIORES vs ANDORINHAS
15:00 OLEIROS (VILA VERDE) VS INICIADOS
15:00 POUSA vs SENIORES

Resultados das Camadas jovens

Gandra 2-5 JUNIORES
F.Pires 2-0  JUVENIS
INICIADOS 3-0 Santa Maria (Falta comparencia)
INFANTIS 2-2 Monsul
SANDINENSES 9-0 Benjamins

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Emoção até ao final em Gandra

Tiago justificou com mais dois golos a sua chamada á equipa senior 
Os Juniores do Ninense deram continuidade ás vitorias e bateram o Gandra no seu proprio reduto por cinco golos a dois.
A equipa de Nine apresentava-se como favorita, e os pupilos de Marco licinio confirmaram a vitoria, mas desengane-se quem achar pelo resultado que o jogo foi desnivelado. Mas vamos por partes.
Tiago André e Helder Andrade foram a dupla de ataque em destaque, com três golos , e com o lateral ninense Rafa " Coentrão" em destaque a bisar também ele na partida.
No primeiro golo , Tiago escapa aos defesas e remata sem hipoteses . No segundo, jogada individual de Rafa que escapa pelo corredor , ladeia o keeper local e remata colocado , já de angulo apertado. Terceiro da tarde , uma grande combinação entre Tiago e Helder Andrade, futebol ao primeiro toque e remate indefensavel. Estava feito o três a zero ao intervalo , no que se pensava ser uma tarde tranquila. Puro engano. O auto-golo de Pinheiro , infeliz no ataque á bola, veio dar animo aos da casa. No entanto , Tiago , sempre ele , pega na bola a meio campo e numa corrida de 40 metros , aloja a bola no fundo das redes. Era o quatro a um, resultado mais que suficiente para segurar a vitoria. No entanto, Kevin , em poucos minutos desiquilibra a partida, ao ser expulso incompreensivelmente , primeiro ao agarrar a bola , e depois noutro lance por afastar a bola do local de reposição. Dois amarelos , que lhe valeram expulsão e reprimenda e que, como disse, relançou o Gandra, que chegava ao segundo golo na marcação de uma grande penalidade.
Lateral Rafa bisou na partida
Minis ainda adivinhou o lance , mas a bola foi bem batida. O Ninense viveu alguns minutos de ansiedade e temor, já que o golo dos locais adivinhava-se , mas o espirito de grupo , a entreajuda e a solidariedade entre os blocos tornou os comandados de Marco Licinio mais forte, e num rapido contra-ataque, Rafa corre pelo corredor esquerdo e quase a papel quimico faz o quinto da tarde , segundo da conta pessoal ,e mais importante , o golo da tranquilidade.
Nota positiva para o conjunto de Nine, embora a ansiedade , a espaços, tenha tomado a equipa.

domingo, 27 de novembro de 2011

Primeiros pontos perdidos pelo Ninense

Os Seniores do Ninense perderam os primeiros pontos da temporada ao serem derrotados em casa pelo Soarense por uma bola a zero.
Como lhe competia, os da casa entraram melhor no jogo, mas o Soarense vinha com a lição estudada.
O ritmo muito pausado da primeira parte deu animo aos visitantes, e as oportunidades foram escassas, registando-se um remate de Cesario que merecia melhor sorte.
A segunda parte prometia o mesmo futebol, mas o golo dos visitantes veio dar novo ritmo ao jogo.
 O golo nasce de uma falta inexistente a meio campo, bola bombeada para a area local e um jogador, num remate feliz, faz o tento solitario.
Os da casa foram á procura do prejuizo, é certo, e apenas alguma falta de pontaria não deu o empate. O Soarense bateu-se bem, e apesar da bola ter andado praticamente toda a segunda parte no meio campo visitante, o golo do Soarense fez o resultado final.
Fica para a historia o registo das nove vitorias seguidas, e a equipa concerteza vai dar uma boa resposta no jogo de Quinta-Feira em Ruivães.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Do Ninense á seleção nacional


In " A Bola"

Sub-20: Convocatória com seis estreantes

Ilídio Vale incluiu seis jogadores sem qualquer internacionalização na convocatória para o primeiro estágio da época da Selecção Nacional sub-20, que vai decorrer entre os dias 28 e 30 de Novembro, em Rio Maior.
Edú (Trofense), Luís Silva (Leixões), Alberto Seidi (Southampton), Aldair (Penafiel), Tó Barbosa (Gil Vicente) e João Reis (Louletano) vão envergar pela primeira vez a camisola das quinas.
Entre os 24 jogadores convocados, apenas cinco contam já com internacionalizações pelos sub-21: João Amorim, Luís Ribeiro, Tiago Maia, Luís Martins e Sérgio Oliveira.

BRUNO SILVA BISOU NO JOGO DA TAÇA


In " Correio do Minho"

“Nesta divisão a minha meta é marcar 30 golos”

Trinta golos no campeonato. É esta a meta de Bruno Silva para a temporada, com a camisola do Ninense, equipa sensação da I divisão, série A. O experiente avançado voltou a brilhar no jogo da Taça Associação, no passado domingo, frente ao Ruivanense, e foi determinante para a reviravolta no marcador, que terminou com um empate a três bolas. O ponta-de-lança apontou os dois golos decisivos que deixam em aberto a eliminatória para o jogo da segunda ‘mão’. E confessa ter sido “uma sensação óptima”. “Foi um grande jogo, fantástico, e reduzidos a dez conseguimos ser fortes e todos unidos conseguimos o empate. Foi uma sensação incrível, porque marquei os dois golos para o empate”, revelou o avançado, que veste a camisola do Ninense pelo primeiro ano.
Aos 31 anos, Bruno Silva soma já onze golos esta época - oito no campeonato e três na Taça - e mantém ambição elevada até ao final da temporada: “quero marcar 30 golos. Vou trabalhar para isso. No ano passado apontei oito, mas era outra divisão. A minha média costuma ser 20. Mas nesta divisão é para marcar 30 golos”. Uma meta ambiciosa, mas realista. “Temos um grupo fantástico. Remamos todos para o mesmo lado e quando assim é torna- se mais fácil”, sublinhou. Quanto aos objectivos colectivos, passam pela subida de divisão, desejo já tornado público. “O Ninense só pode estar na Divisão de Honra. Ainda não sofremos derrotas. O segredo é trabalhar muito, a equipa técnica trabalha bem e quando assim é as coisas correm bem. Sabemos que não vai ser fácil andar muito  tempo assim, mas vamos tentar. O grupo já fala em chegar ao fim sem derrotas”, rematou.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Infantis e Benjamins vencem derbis locais



Os Infantis foram este fim-de-semana ganhar ao terreno do Ribeirão , por esclarecedores 4 a 2.
Os miudos orientados por Sky estiveram sempre na frente do marcador, chegando mesmo ao três zero, mas a reação final do Ribeirão , ao reduzir para três a dois , ainda lançou alguma emotividade ao desafio.
No entanto , o golo de Didas, que bisou nesta partida, foi mesmo a estocada final e os miudos sairam de Ribeirão com os três pontos .
Sortes diferentes tiveram os Benjamins, com os "Bês" a sairem goleados por 24 a 0 , perante um Fintas cuja media de idades  era  bem  superior  aos  nossos  miudos. Já  os "AS"  bateram  o Arnoso por esclarecedores 12 a 0.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Juniores também na proxima eliminatoria

Os Juniores empataram ontem no terreno do Lousado a duas bolas , resultado que permitiu a passagem á segunda eliminatoria da Taça AF BRAGA.
No primeiro jogo , os ninenses haviam ganho por duas bolas a uma. Xerife e Tiago André marcaram pelo Ninense, e o tecnico Marco Licinio já sabe que o proximo adversario é o Maria da Fonte , na Povoa de Lanhoso. A eliminatoria é jogada somente numa mão, sendo que o Ninense jogará na condição de visitante.

Juvenis fazem historia na Taça AF BRAGA



Os Juvenis do Ninense estão com a moral em alta. Para além do bom campeonato que estão a fazer ( segundo classificado), os comandados de Paulo Duarte foram a Arões de Fafe discutir a passagem á terceira eliminatoria na Taça AF BRAGA.
Vitó , aos 79 minutos, marcou o golo solitario de penalti , e carimbou assim a passagem dos Juvenis para nova ronda da prova.

De electrizante a jogo de loucos


In " Correio do Minho" 21 Nov.

Por Joana Russo


Se há jogos que merecem ficar na memória, este é um deles. Um grande espectáculo, verdadeiro jogo de Taça e um empate que deixa tudo em aberto para a segunda ‘mão’. Ninense de alto nível demostrou forte personalidade.

Um verdadeiro jogo de loucos. Ninense e Ruivanense empataram a três bolas no jogo da primeira ‘mão’ da segunda eliminatória da Taça Associação Futebol de Braga, deixando, assim, tudo em aberto para o segundo duelo, agendado para dia 1 de Dezembro, em Ruivães. À partida, o jogo já era um dos pratos fortes da ronda, mas dentro das quatro linhas a emoção e futebol espectáculo foram de tal ordem que é caso para dizer ter sido um dos melhores jogos da temporada a nível distrital. Dá gosto assistir a espectáculos como este. Os ingredientes faziam prever um grande duelo entre equipas de diferentes escalões [Ninense é líder da I divisão série A e o Ruivanense 12.º classificado da Divisão de Honra] e as expectativas foram mais do que superadas. Sobretudo, na segunda parte onde foram apontados cinco golos em meia-hora e perante um Ninense de alto gabarito, a mostrar, claramente, o porquê de liderar o campeonato ainda sem derrotas. Foi uma demonstração de classe, garra e atitude extrema dos comandados de João Salgueiro: a equipa ficou reduzida a dez unidades aos 39 minutos, por expulsão de David, sofreu um penálti (algo forçado e duvidoso) que mudou o rumo dos acontecimentos, esteve a perder por 3-1, mas deu a volta à desvantagem, conseguiu empatar o marcador e terminou por cima do adversário, falhando por centimetros o golo que poderia ter dado a vitória já em cima dos 90.
Mas começando pelo início. O Ninense entrou mais personalizado no jogo e deu o primeiro sinal dos pés de Zé Luís, após livre de Salgueiro. A pressionar e a dominar o jogo, Mário e Bruno Silva também tentaram a sorte com remates que rasaram os postes, até que ao minuto 38 - totalmente contra a corrente do jogo - uma suposta falta de David sobre Trinca na área deu grande penalidade ao Ruivanense. Muitos protestos e dúvidas para a decisão do auxiliar Jorge Oliveira. E expulsão directa para David, alegadamente por insultos. Chamado a converter o castigo máximo, Vítor Hugo não desperdiçou. Reduzida a dez unidades, a equipa do Ninense fragilizou-se em termos anímicos e João Salgueiro foi obrigado a mexer para a segunda parte, recuando Mário de trinco para central e optando por Pedro a lateral esquerdo no lugar de David. A equipa reagiu da melhor forma e, logo após o reatamento, Zé Luís empatou o marcador, com um grande golo. Mas os festejos duraram pouco. Dois minutos depois - e em apenas quatro minutos - Vítor Hugo aniquilou a defesa ninense. O extremo bisou, após um centro e um ressalto de bola, com a defesa da casa estática. E voltou a festejar logo de seguida um ‘hat-trick’ de cabeça, na sequência de cruzamento milimétrico de Trinca. Dois golos de rajada, que fizeram tremer a equipa da casa. A correr atrás do prejuízo, o Ninense não baixou os braços e desencadeou a reviravolta com a entrada de Bruno Santos. O médio foi o pulmão de ataque e o organizador de jogo, que permitiu dar maior profundidade à equipa. Foi dos pés de Bruno Santos que nasceu a jogada do segundo golo. Cruzamento perfeito de Mário e Bruno Silva a cabecear para o golo. Estava lançado o tónico para minutos verdadeiramente espectaculares. A trocar bem a bola a meio-campo e transições defesa/ataque imperiais, o Ninense revelou ser uma equipa no seu todo. E chegou ao empate, três minutos depois, com um bis de Bruno Silva. Com as emoções à flor da pele, Bogas de livre directo ainda obrigou Dani a voar e Bruno Silva falhou por centímetros o golo da vitória ao cair do pano.

“Quem viu o jogo não notou que estavam em campo uma equipa da I divisão e outra da Divisão de Honra.
Na primeira parte, estivemos mais em cima do jogo até ao lance da grande penalidade controlámos sempre o jogo em todos os níveis, quer posse, como criar situações de golo. Depois ficámos com dez e isso penalizou-nos. Mas a equipa mostrou mais uma vez, que não é por acaso que é lider da I divisão, e mostrou um futebol de grande qualidade e mesmo a perder por 3-1 e com dez tivemos uma reacção muito positiva. Os meus jogadores foram grandes. Fomos uma equipa no seu todo. Está tudo em aberto não damos a eliminatória como perdida, mas o importante é o campeonato”.

João Salgueiro (técnico Ninense)

“Foi um jogo de Taça, o Ninense tem uma equipa muito bem organizada, trabalhámos, conseguimos chegar à vantagem, empatámos novamente, conseguimos uma vantagem folgada, mas jogar contra dez é uma falsa questão. Não conseguimos manter a posse de bola. Pode esperar-se agora mais um bom jogo, vamos tentar errar menos a nível defensivo”.

Tiago Cunha (técnico Ruivanense)

Trio de arbitragem liderado por Flávio Sousa com algumas falhas no jogo. Ficam bastantes dúvidas no lance que deu a grande penalidade ao Ruivanense, aos 38 minutos, por suposta falta de David sobre Trinca prontamente ajuizada pelo auxiliar Jorge Oliveira. Vermelho directo a David foi excessivo.

domingo, 20 de novembro de 2011

Jogo emotivo e tudo em aberto para Ruivães

                 
Jogo intenso, muitos golos, emoção até ao final. Os muitos espetadores que visitaram o Complexo Desportivo Ninense esta tarde seguramente deram por bem entregue o valor do ingresso , tal a qualidade do futebol praticado, que resultou num empate a três bolas frente ao Ruivanense.
Apesar de militar num escalão inferior , foram os da casa que tomaram conta do jogo desde o inicio da partida. Zé Luis, por duas vezes deu sinal de perigo e o Ninense jogava melhor. O Ruivanense, por seu turno , apenas em lances esporadicos se acercava da baliza de Oscar, respeitando o dominio dos da casa. Ainda assim , foram raros os lances de perigo na primeira parte.
Aos 40 minutos , acontece o lance que determinaria o resto da partida. Lançamento longo do Ruivanense, e o avançado visitante cai estatelado. Fica a ideia de ter havido um contato legal, mas o Juiz de linha prontamente assinalou grande penalidade e expulsão de David, que até esta fase tinha feito um jogo irrepreensivel.
Na marcação do penalti , o avançado visitante não falharia e levava a vantagem no marcador para o intevalo.
No reatar da partida , os comandados de João Salgueiro reorganizaram-se, procurando o golo , pese embora a desvantagem numerica. Aos 5 minutos, Bruno Silva remata forte e deu o mote, explicando aos colegas que mesmo em desvantagem , a reviravolta era possivel.  Pouco depois , Zé Luis aproveita o desentendimento dos dois centrais e faz o golo da igualdade.

Zé Luis iniciou a reviravolta no marcador
No entanto, o Ruivanense iria chegar á dupla vantagem pouco depois, primeiro numa bola recuperada na area para remate indefensavel para Oscar, e depois num cruzamento onde o avançado apareceu isolado frente a Oscar, cabeceando sem oposição.
A perder por três a um, com menos um atleta em campo, foram os jogadores que mostraram que tudo era possivel. Os visitantes pouco ou nada tinham feito para merecer tal desnivel no marcador e foi então que a raça e o querer dos ninenses veio ao de cima. João Salgueiro coloca Bruno Santos e Bogas em campo e a equipa transfigura-se.
Bruno Santos veio revolucionar a equipa na segunda parte

Já com o dominio de jogo, Mario Martins escapa-se pela esquerda, foge ao lateral e centra para o matador Bruno Silva , que bem no alto cabeceia para o segundo dos de Nine.
O Ruivanense acusou e muito este segundo golo e a partir desse momento, quem parecia jogar em inferioridade numerica eram os visitantes , frente a um Ninense solidario a defender, com muita entreajuda dos atletas, e muito determinado a atacar, procurando a igualdade.
Igualdade que chegou pouco depois, com o suspeito do costume. Bruno Silva, desembecilha-se do defesa e com um remate imparavel faz o tento da igualdade para o delirio da multidão que encheu o campo de jogos esta tarde.


Bruno Silva levou a multidão ao rubro ao apontar o golo da igualdade
Os visitantes estavam estupefactos perante tamanho caudal ofensivo e foi a vez do seu guarda-redes fazer duas grandes defesas, primeiro num canto direto que levava selo de golo ,e logo depois num livre de Bogas que levava fogo. Momentos depois, é Bruno Silva , endiabrado que remata cruzado, mas Nuno Araujo não consegue marcar o golo da vitoria.
A partida não terminaria sem ter novamente dois casos, onde em ambos parece haver motivos de sanção disciplinar maxima. No primeiro o defesa de Ruivães leva a bola á mão , mas o arbitro nada assinala. Igual decisão teve o juiz da partida pouco depois , com Bruno Silva a ser completamente rasteirado, falta novamente passada em claro.

 O jogo acabaria pouco depois com muitas emoções á mistura. Frustração dos visitantes que procuram a primeira vitoria da epoca fora de portas, quando ganhavam por dois golos de vantagem e com mais uma unidade em campo. Motivação e orgulho também, mas entre os jogadores do Ninense, que mesmo com menos um em campo, nunca viraram a cara á luta, finalizaram três golos e , em abono da verdade, a haver um vencedor , tinha de ser o Ninense.
Uma coisa é certo. A eliminatoria está empatada, e o Ninense vai mesmo a Ruivães discutir a passagem á terceira eliminatoria.  Escalão inferior ou não, o Ninense revelou esta tarde que não deve em nada ao valor das outras equipas, mostrando o porquê da boa temporada que tem feito.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Proximos Jogos da A.D.NINENSE


Sabado  9:00  RIBEIRÃO vs INFANTIS 
Sabado  9:30  BENJAMINS vs FINTAS
Sabado 11:00 BENJAMINS vs ARNOSO
Sabado 15:00 ARÕES vs JUVENIS ( TAÇA )

Domingo 15:00 LOUSADO vs JUNIORES ( TAÇA)
Domingo 15:00 SENIORES vs RUIVANENSE ( TAÇA)

APOIA O TEU CLUBE ! 

Resultados das Camadas jovens

Os Juniores e Juvenis regressaram ás vitórias e aproximaram-se da liderança dos respetivos campeonatos, ao vencerem os desafios caseiros do passado fim de semana.
Os Juniores levaram de vencida o Granja, com Helder Amorim a bisar na partida, e somam agora os mesmos que o Pousa, que tem menos um jogo que o Ninense.
Helder Amorim bisou na partida dos Juniores
Já os Juvenis venceram o Frossos neste domingo por uma bola a zero. Picó Pereira foi o autor do golo solitario que deu os três pontos aos pupilos de Paulo Duarte.
Picó marcou o golo solitario dos Juvenis do Ninense


Confira os resultados das restantes  camadas jovens

Infantis 1-7 Operario
Louro 5-1 Benjamins
Brito 17-0 Benjamins
Prado 5-1 Iniciados

domingo, 13 de novembro de 2011

Ninense dilata vantagem na corrida pela subida



Nove vitorias. Os seniores do Ninense somaram a nona vitória no campeonato ao vencerem esta tarde no terreno do Palmeiras por esclarecedores quatro a um.
Em campo defrontavam-se os opostos , com o lider  Ninense a medir forças frente ao lanterna vermelha Palmeiras, e a realidade das equipas mostrou-se em campo; o Ninense é uma equipa forte e superior , enquanto o Palmeiras tarda em encontrar-se no campeonato a cada jornada que passa.
João Salgueiro tinha alertado os jogadores para o que este Palmeiras podia apresentar, e a equipa cumpriu, não menosprezando o adversario e fazendo o seu jogo paulatinamente.
Curiosamente até foi o Palmeiras quem começou melhor com duas recuperações de bola no meio campo que possibilitou ao Palmeiras acercar-se da baliza de Oscar, que rendeu hoje João. Dez minutos foi o bastante para o Ninense adaptar-se ao piso e ao adversario , e o resto da partida foi claramente comandada pelos pupilos de Salgueiro. Helder Guimarães , aos 15 minutos rematava forte , mas o guarda-redes local defendia para canto. Pouco depois era Bruno Silva que não aproveitava um brinde da defensiva bracarense. O golo aconteceria naturalmente, com Helder Guimarães a progredir no meio campo dos da casa e , sem oposição remata cruzado para um grande golo com o keeper local a nada poder fazer. O golo traduzia em numeros a vantagem dos visitantes e a diferença minima com que se chegou ao intervalo até podia ser dilatada, com Zé Luis a rematar ao lado, após jogada individual.
O intervalo fez bem aos ninenses. e logo aos 12 minutos uma bola cruzada pela esquerda, atravessa toda a area do Palmeiras, e o mesmo Zé Luis não desperdiçaria ao segundo poste , marcando o segundo da tarde. Golo com dedicação , ao guarda-redes João.
A chuva,  que apareceu na ponta final do desafio, tornou o terreno um pouco pesado, mas os dianteiros de Nine estavam diabolicos e foi a vez de Bruno Silva brilhar ao bisar na partida.
O Palmeiras chegaria ao tento de honra já nos descontos, quando todos pediam para que a partida acabasse depressa, tal era a intemperie que se abateu em Braga neste final de tarde.
O jogo acabou por confirmar que este Palmeiras terá grandes dificuldades em manter-se nesta divisão. Já o Ninense , acabou por benificiar do empate do Tadim em Antas e alargou a vantagem para sete pontos na corrida pela subida de divisão.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Ecos na Imprensa



A boa campanha dos Seniores do Ninense não tem passado despercebida nos órgãos de comunicação social da região, sendo que esta semana foi dado amplo destaque ao desempenho dos comandados de João Salgueiro.
Em entrevista ao jornal “Opinião Publica” , o jornal gratuito com maior expressão no distrito de Braga e ao Diário do Minho, o técnico barcelense fala, ainda que em entrevistas distintas, do momento actual da equipa, fazendo ao mesmo tempo um balanço do que tem sido este arranque de campeonato.

“Toda a gente sabe que em futebol o que dá confiança são as vitórias; penso que a nossa entrada na Taça AF BRAGA ao vencer em S.Cosme por quatro a zero nos deu essa confiança. Depois entramos bem no campeonato e temos realizado boas partidas com alguma superioridade sobre o adversário”, sustenta o técnico.  João Salgueiro refere ainda que “o plantel é curto, mas que a equipa é bem organizada, já que apesar de contarmos com 19 jogadores no grupo , o Ninense optou por manter a base da equipa da época passada, e retocando o plantel com jogadores que pudessem acrescentar alguma coisa. Preferimos qualidade em detrimento da quantidade”, acrescenta o treinador.

No entanto, João Salgueiro, profundo conhecedor desta divisão de do futebol regional lança o aviso ao grupo de trabalho: “ É importante estar com os pés bem assentes na terra; gerir o sucesso é tão ou mais difícil que gerir o insucesso, e nada ainda está ganho, pelo que é preciso continuar a trabalhar; agora toda a gente nos quer ganhar, e sabemos que vamos ter de dar o nosso melhor e o máximo, porque é assim que se conseguem vitorias atrás de vitorias; todos nos colocam como uma equipa aparte das outras, mas não podemos adormecer á sombra da bananeira”, termina o técnico.

Próximo desafio é no terreno do “lanterna vermelha” Palmeiras

O próximo desafio é sempre o mais importante, e a deslocação a Palmeira este domingo não é excepção; o jogo será encarado seguramente como mais uma final e o favoritismo atribuído aos famalicenses tem de ser manifestado dentro das quatro linhas.

Em entrevista ao Correio do Minho e Diário do Minho nas edições de hoje, Rui Teixeira, técnico do Palmeiras lança criticas ás equipas de arbitragem que têm sido destacadas para apitar os últimos jogos do Palmeiras, queixando-se, ao mesmo tempo, dos condicionalismos que têm existido no plantel sénior deste ano. Ao Correio do Minho, o técnico refere que “tem apenas doze atletas disponíveis na recepção ao Ninense, sendo que dois são guarda-redes, já que temos três lesionados e um jogador suspenso no seguimento da ultima partida do campeonato”.

O mote está lançado, o favoritismo dado pelo adversário, mas excesso de confiança é algo que passa ao lado do grupo de trabalho em Nine. É nesses exemplos e em tantos outros que este grupo se une, sabendo que apenas com a nossa atitude e a humildade, bem como o respeito pelo adversário levarão de vencida as equipas contrárias, e como refere o treinador João Salgueiro, “todos querem ser os primeiros a nos ganhar, e isso dá motivação extra ás outras equipas; quando esse dia chegar, que seja por mérito do adversário”.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

So Far, So good...

video

Proximos Jogos da A.D.NINENSE

Sabado 10:00 INFANTIS vs OPERARIO
             11:00 LOURO vs BENJAMINS A
             14:30 BRITO vs BENJAMINS B
             15:00 JUNIORES vs GRANJA
        
Domingo 9:30 PRADO vs  INICIADOS
              10:00 JUVENIS vs FROSSOS
              15:00 PALMEIRAS vs SENIORES

Apoia a tua equipa, apoia o teu CLUBE.    NINENSE , sempre mais além

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Sorteio da Taça AF BRAGA Juniores e Juvenis


Está definido o sorteio da 2ª Eliminatoria da Taça AF BRAGA nos escalões Juniores e Juvenis.
Os Juvenis do Ninense, que tinham ficado isentos na 1ª eliminatória, irão visitar o Arões de Fafe.
Já os Juniores irão disputar o desafio relativo á 2ª mão frente ao Lousado no dia 20 de Novembro, isto se as obras que estão em curso no campo de jogos estiverem prontas. O vencedor deste desafio irá defrontar o Maria da Fonte na Povoa de Lanhoso. De referir também que esta 2ª eliminatoria é decidida somente em 90 minutos, não havendo lugar a uma 2ª mão.
Confira aqui os sorteios completos nos escalões Juniores e Juvenis.

JUNIORES

Nogueirense \ Merelim S.Paio - Marinhas
Brito - Famalicão
Esposende - Terras Bouro \ Maximinense
Oliveirense - Pousa
Vasco Gama - Palmeiras
Ruivanense - Gondizalves \ Amares
Vieira - Ronfe
Stª Maria - Taipas
Ribeirão - Gandra
Lomarense - Vilaverdense
Forjães - Celoricense
Prado - Andorinhas
Urgeses - Rendufe
Maria Fonte - NINENSE \ Lousado

Isentos : Joane

JUVENIS

Gil Vicente - Ronfe
Vizela - Penselo
Stª Maria - Operario
Oliveirense  Merelinense A
Andorinhas - Stª Eulalia
Aroes - NINENSE
Merelim S.Paio - Braga
Nogueirense - Alegrienses \ Amares
Prado - Vilaverdense B
Brito - Terras Bouro \ Ferreirense
Ases S. Jorge - Merelinense B
Celoricense - Arnoso
Famalicão - Louro
Maria Fonte - Bairro \ Ribeirão
Vilaverdense A - Bastuço S.João
Estrelas Faro - Moreirense B
Gondizalves - Esposende
Fão - Cavalões \ Lousado
Porto d'ave - Moreirense A
Sandinenses - Palmeiras

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Seniores do Gil Vicente treinam em Nine

Paulo Alves e o Gil Vicente treinam esta Terça de manhã no Ninense
In : A BOLA

A chamada de quatro juniores ao treino do Gil Vicente foi a principal novidade do ensaio dirigido por Paulo Alves, o primeiro de preparação do encontro da segunda mão da primeira fase da Taça da Liga, frente ao Belenenses. Este encontro está marcado para o próximo sábado, pelas 20.15 horas.

O central Péricles, o lateral-esquerdo Djido, o centrocampista Richard e o avançado Camará foram os atletas avaliados pelo técnico dos gilistas, visto que os titulares na partida de ontem, em Setúbal, se remeteram a trabalho de recuperação física, que incluiu banhos e massagens.

A equipa de Barcelos volta a treinar esta terça-feira, pelas 10 horas, no sintético do Ninense em Nine (Famalicão).

Ninense defronta Ruivanense na Taça AF BRAGA


Realizou-se há momentos , o sorteio da Taça AF BRAGA no escalão senior.
O Ninense defronta o conjunto do Ruivanense, clube famalicense que milita este ano na Divisão de Honra.
Esta é a segunda eliminatoria, na qual entraram as equipas da Divisão de Honra e os jogos estão agendados para 20 de Novembro e 1 de Dezembro, com o primeiro jogo a ser disputado em Nine.
Entre varios embates interessantes, nos quais se insere obviamente este Ninense-Ruivanense, o sorteio ditou apenas dois jogos entre equipas da Honra, com o embate entre Taipas e Torcatense, enquanto o Celoricense defronta o Vieira.
Quanto ás restantes equipas famalicenses, o Operario recebe o Forjaes, o Louro visita o Alvelos e o Bairro recebe o Vila Chã.  O Arnoso , por seu turno, defronta o Pousa.

Confira o sorteio completo da Taça.

Granja - Ucha
Operario - Forjaes
Ninense - Ruivanense
Alvelos - Louro
Bairro - Vila Chã
Arnoso - Pousa
Arentim - Parada Tibaes
Leoes Enguardas - Geres
Nogueirense - Peoes
Celeirós - Guizande
Lanhas - S.Paio Arcos
Figueiredo - Sequeirense \ Palmeiras
Terras Bouro - Arsenal Devesa
Prado - Caldelas
Tadim - Juventude povoa \ Este
Pedralva - Aguias Graça
Ronfe - Airão
Santa eulalia - S. Cristovao
Santa Eufemia - Emilianos
Porto D'ave - Nespereira
Pevidem - Brito
Taipas - Torcatense
Mosteiro - Aroes
Agrupamento - Regadas
Silvares - Antime
Pica - Guilhofrei
Celoricense - Vieira

Isentos: Martim e Travassós

Resultados das Camadas jovens


Sao Verissimo 2-2 Juniores
Maximinense 0-2 Juvenis
Iniciados 1-12 Maximinense
Palmeiras 16-2 Infantis
Benjamins 5-0 Lagense
Benjamins B 0-7 Ferreirense

domingo, 6 de novembro de 2011

Tudo igual na frente do campeonato

 
Os seniores do Ninense averbaram nova vitoria para o campeonato, ao baterem o Cabreiros por duas bolas a uma, numa partida interessante mais pela primeira parte.
João Salgueiro promoveu duas alterações no onze inicial com uma dupla de centrais inedita esta temporada composta por Pedro e Bogas, já que Nuno cumpria um jogo de castigo e Couto saira lesionado na ultima partida.
A equipa da casa começou pressionante, decidida a resolver a partida rapidamente, e logo aos três minutos Ze Luis recupera uma bola á entrada da area visitante e num remate á meia volta remata fora do alcance do guarda-redes forasteiro. Estava feito o primeiro golo.

Ze Luis somou mais um golo pelo Ninense

Aos dez minutos , o Ninense dilata a vantagem. Rapida incursão pela direita de André , e num remate que cruza a grande area dos visitantes é Bruno Silva quem encosta para o fundo das redes.


Bruno Silva regressou aos golos pelo Ninense
 Era um periodo de sufoco para os visitantes, com os comandados de João Salgueiro a encostarem o Cabreiros bem lá atrás, com rapidas jogadas que confundiam o esquema montado pela equipa bracarense. Cesario falharia pouco depois o terceiro golo ao rematar por cima um cruzamento açucarado de André novamente. O unico sinal de perigo do Cabreiros na primeira parte seria mesmo um remate ao ferro da baliza de João, que diga-se , teve uma tarde tranquila.
A perder por dois golos, o tecnico Dobrões esgotou as substituições ao intervalo, lançando dois homens no ataque forasteiro. O Ninense, por seu turno , jogava na expectativa, com um Cabreiros pouco esclarecido , que reconhecia que o adversario era superior. No entanto, perto da meia hora, os forasteiros iriam chegar ao golo numa das poucas aproximações que fez á baliza dos de Nine, e a desvantagem pela margem minima deu alento aos visitantes que se lançaram deliberadamente ao ataque, com lançamentos longos á espreita de uma falha dos famalicenses. O resultado , porém, manteria-se inalteravel, e o Ninense amealhava mais três pontos.


Os campeões também se fazem no sofrimento, e hoje foi um claro exemplo disso. O Ninense era e foi de longe superior ao seu adversario. A vencer por dois golos ao intervalo , e com outras tantas oportunidades de golo falhadas augarava-se um resultado desnivelado que acabou por não acontecer.
 Soubemos sofrer , ser humildes mesmo sabendo sermos superiores ao adversario , e este é o caminho a seguir.  Porque o caminho faz-se caminhando.